Como foi a última prova de TI do TRT do Rio?

74 vagas de Analista Judiciário - Área de Tecnologia da Informação do TRT do Rio. Salário de R$8.178,06 e ainda você pode descansar aí em cima! Vale ou não vale?
Desde o começo de 2014 estávamos esperando o Edital do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (Rio de Janeiro), afinal, a Resolução Administrativa Nº 1 já demonstrava a necessidade e o interesse de ser feito novo concurso para os cargos de Analista e Técnico Judiciário.
Agora, na segunda semana de julho, foi lançado o Edital com 77 vagas de nível superior e médio, para as áreas de medicina e tecnologia da informação. De fato, 74 destas vagas são para o cargo de Analista Judiciário - Tecnologia da Informação, uma para Medicina - Psiquiatria e duas para o cargo de Técnico Judiciário - Tecnologia da Informação.

Assim, para dar foco, ânimo e fôlego para quem vai prestar o concurso para o cargo de Analista de TI, decidi fazer a Análise da Prova Anterior. Essa análise é fundamental na compreensão dos temas e das abordagens dadas pela banca. E, se utilizada corretamente, será componente importante do planejamento de cada um dos candidatos.
Comecemos pela Banca. Como já se tornou tradicional, a organizadora do concurso é a Fundação Carlos Chagas (FCC). A FCC ganha cada vez mais espaço nos certames realizados por tribunais, apesar de já ter feito seleções para os outros poderes também. Já organizou concursos para todos os 24 Tribunais Regionais do Trabalho, para 20 Tribunais Regionais Eleitorais, 17 Tribunais de Contas, 5 Tribunais Regionais Federais, além de seleções para o Tribunal Superior do Trabalho e o Tribunal Superior Eleitoral. Isso significa que a FCC é especialista em tribunais e, também, que saber como a banca pensa e cobra pode ser o que definirá seu sucesso. Comece, então, lendo nossa análise da banca.
Uma vez que cobrimos a banca, vamos para o TRT-1ª Região. O último concurso de Analista de TI foi realizado em 2011. Naquela ocasião foram ofertadas 30 vagas. Hoje, são ofertadas 74 e o salário subiu para R$ 8.178,06.
Serão 60 questões objetivas na prova deste ano, sendo 30 de Conhecimentos Básicos e 30 de Específicos, estas, com peso 2. Na prova anterior, que será analisada mais a frente, foram 70 questões, sendo 40 de Conhecimentos Específicos.
Não houve grandes alterações no conteúdo programático, exceto pela exclusão de Raciocínio Lógico-matemático das disciplinas cobradas. É claro que houve atualização da legislação e dos temas de Tecnologia da Informação, mas sem novidades para aqueles que estão estudando para algum dos diversos concursos de TI abertos ou esperados para este ano.
Como visto, foram 30 questões de Conhecimentos Básicos em 2011, sendo elas divididas entre as seguintes disciplinas:

  • Português
  • Raciocínio Lógico-matemático
  • Noções de Direito Administrativo
  • Noções de Direito Constitucional

E 40 questões de Conhecimentos Específicos, no caso, Tecnologia da Informação, com suas diversas categorias, seus temas e assuntos. Veremos os detalhes mais tarde.

Distribuição das questões:


Primeira Vista

A primeira impressão que tenho desta prova é que os temas se mostraram previsíveis e tradicionais. Não houve alusão à tecnologias e sistemas obscuros, ou a legislação pouco conhecida. Foram 15 questões de Língua Portuguesa, cinco de Raciocínio Lógico-Matemático (com ênfase no matemático), 10 de Direito (sendo seis de Administrativo e quatro de Constitucional) e 40 de Tecnologia da Informação, com destaque no tema de ‘Redes de Computadores’.
Cada disciplina será abordada individualmente abaixo.
Vamos às Matérias:
Língua Portuguesa


As 15 questões de Língua Portuguesa trouxeram poucas surpresas e privilegiaram a parte de ‘Compreensão e Interpretação de Textos’. Em seguida, com cinco questões, tivemos o tema ‘Sintaxe’, que tratou de ‘Análise Sintática do Período’, ‘Uso da crase’, ‘Regência’, ‘Flexão’ e ‘Pontuação’, não havendo destaque neste tema. Por fim, com duas questões, o tema de ‘Correção e Reescrita de Textos’.
Não existe motivo para achar que estas proporções serão alteradas drasticamente na próxima prova. As questões de ‘Interpretação’ e ‘Reescrita’ devem continuar sendo mais da metade da prova de Língua Portuguesa. Não se esqueça que estudar para estes dois temas é mais difícil que aprender a distinção entre uma ‘Oração Subordinada Adjetiva Explicativa’ e uma ‘Restritiva’, já que depende de leitura constante e atenta. Então: leia!
Raciocínio Lógico-matemático


Apesar de Raciocínio Lógico-matemático não estar previsto na prova de setembro, não seria correto excluí-lo de nossa análise. A prova de 2011 trouxe cinco questões desta disciplina, sendo quatro de ‘Matemática’ e uma, apenas, de ‘Raciocínio Lógico’ propriamente. As questões de ‘Matemática’ trataram de ‘Conjuntos’, ‘Múltiplos e Divisores’, ‘Matrizes, Determinantes e Sistemas Lineares’ e ‘Funções de 1º Grau’. É verdade que o pessoal de TI não costuma ter problemas com a parte matemática, então muitos sentirão a falta destas questões e lamentarão os pontinhos que elas trariam. Bem, há uma vantagem direta da exclusão desta disciplina: mais tempo para estudar as outras!
Direito Administrativo


O primeiro dos Direitos da prova de 2011. O que mais foi cobrado também. Foram seis questões de Direito Administrativo, distribuídas por cinco temas distintos. O com maior número de questões (duas) foi o ‘Regime Jurídico Único’, que pediu uma questão de ‘Penalidades’ e outra de ‘Afastamentos’; os outros quatro temas foram: ‘Princípios Constitucionais da Administração Pública’, ‘Improbidade Administrativa’, ‘Atos Administrativos’ e ‘Licitações’.
Direito Constitucional


As questões sobre a Carta Magna foram apenas quatro, sendo duas sobre os ‘Direitos e Garantias Fundamentais’, uma sobre ‘Competências Legislativas Privativas da União’ e uma sobre ‘Eficácia e Aplicabilidade’ das normas constitucionais.
A parte mais importante aqui é ter conhecimento e consciência do Título IV, Capítulo III da Constituição Federal. Os temas relacionados ao Poder Judiciário tem caído um pouco mais nos últimos meses. Fique ligado!
Tecnologia da Informação

Chegamos à parte que você deve gostar mais! Além disso, é a mais importante por causa do volume e do peso. Lembre-se que em 2011 foram 40 questões de TI e agora serão apenas 30. Certo? Vamos lá!

Começamos com Redes de Computadores, que foi o tema que mais caiu. Foram nove questões, sendo que apenas um tema caiu mais de uma vez. Caíram três questões ‘Endereçamento e protocolos TCP/IP’ e uma de cada um dos temas seguintes: ‘Meios de transmissão’, ‘Comutação de circuitos, pacotes e células’, ‘Elementos de interconexão de redes de computadores’, ‘Qualidade de Serviço (QoS)’ e ‘Modelo de referência OSI’.
A parte de Gestão e Governança de TI, em segundo lugar, teve seis questões. E o interessante é que atiraram para todos os lados: COBIT, ITIL, PMBOK, CMMI, MPS.BR e ISO 12207 tiveram uma questão cada. Essa parte da prova não trouxe grandes insights sobre a banca, a não ser que eles não cobrara, todos os temas que forma pedidos. Vai ter que estudar tudo!
Empatado com o tema anterior, também com seis questões, esteve a Engenharia de Software. ‘Processos de Software’ teve duas questões, sendo uma sobre ‘SCRUM’ e outra sobre ‘Processo Unificado’; em seguida tivemos ‘Ciclo de Vida’, ‘Engenharia de requisitos’, ‘Métricas de Software’ e ‘Análise e projeto Orientados a Objetos’.
Em seguida, com cinco questões, Organização e Arquitetura de Computadores. As questões trataram de ‘Componentes da CPU’, ‘Arquiteturas e famílias de processadores’, ‘Arquiteturas paralelas e superescalares’, ‘Aritmética computacional (base 2, 8 e 16)’ e ‘Processadores RISC x CISC’.
Foram três os temas com quatro questões. Comecemos com Sistemas Operacionais, que teve duas questões sobre ‘Windows’, uma sobre ‘Linux’ e uma sobre ‘Virtualização de Servidores’. O próximo tema foi Segurança da Informação, que cobrou ‘Mecanismos de Segurança’, ‘Backup’, ‘Criptografia’ e a ‘Norma ISO 27001’. O terceiro destes temas foi o de Desenvolvimento de Sistemas, que privilegiou a linguagem Java, com uma questão sobre a ‘Arquitetura JEE’ outra sobre ‘Servlets’; as duas outras questões foram sobre ‘Características de linguagens estruturadas’ e ‘Estrutura de Dados’.
O último tema, com duas questões, foi o de Banco de Dados. Uma questão tratou de ‘Sistemas de Suporte à Decisão’ e a última sobre ‘Linguagem SQL’.
Separei a a última prova pra você resolver on-line, sem cadastro, sem nada. Na verdade, você pode resolver um bocado de provas da FCC aqui.
Mas, se você estiver falando sério quando diz Vou Estudar! eu acho que o Mapa Analista Judiciário - Tecnologia da Informação do TRT-1 que montei com mais de 7.400 questões é muito mais útil, porque nossos professores selecionaram as questões que devem ser estudadas.
E não se esqueça de usar o Mapa para planejar seus estudos. Faça uma tabelinha e distribua seus horários disponíveis para que estude todas as matérias, mesmo aquelas que você acha mais fáceis.

Delchi Bruce é Bacharel em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília (UnB) e Mestre em História das Relações Internacionais Contemporâneas pela University College of London. Foi funcionário da ONU, onde especializou-se em Análise de Conjuntura pela UCNY. É professor de Atualidades, comentarista e Gestor de Conteúdo do Mapa da Prova.


Dá uma olhada lá e me diz o que achou, certo? E se gostou, compartilhe e comente! =)




Compartilhar