Categoria: Concurseiro

0

Como fazer um cronograma de estudos

Muitos tem como objetivo passar em um concurso, mas para isso é necessário estudar. E estudar para concursos públicos não é uma coisa muito simples. É necessário estudar as disciplinas, fazer as leituras, resolver exercícios, além das aulas, do trabalho, das refeições, da vida familiar e do tempo para dormir. São muitas as variáveis e com o tempo, o estudo pode ficar enfadonho e perder espaço na vida do concurseiro. Por isso, dando continuidade ao trabalho iniciado com os alunos do Programa Especial de Treinamento da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal, decidi reunir as dicas e ferramentas para a construção de um cronograma de estudos que, de fato, te ajude a chegar lá.

0

Como fazer anotações que funcionam

Me interesso muito por métodos de estudo e, principalmente, por formas de aumentar a eficiência do tempo dedicado ao trabalho e aos estudos. É usual que um dos meus alunos me pergunte como fazer para estudar melhor. E, claro, sem haver uma resposta universalmente válida, digo: planeje bem seus estudos, durma bem, faça exercícios, resolva questões e anote melhor. Hoje falarei sobre como fazer anotações melhores de aulas, palestras e no seu próprio estudo cotidiano. Assistir aula não é suficiente! É preciso absorver e conectar o conhecido oferecido pelo professor. Existem diversos métodos, técnicas e ferramentas, mas sou especialmente favorável ao Método de Cornell.

0

O Princípio da Liberdade de Tráfego

ADI 800 – O Princípio da Liberdade de Tráfego e a Natureza Jurídica do PedágioO art. 150, V, da CF/88, veda “estabelecer limitações ao tráfego de pessoas ou bens, por meio de tributos interestaduais ou intermunicipais, ressalvada a cobrança de pedágio pela utilização de vias conservadas pelo Poder Público”.O objetivo do constituinte, ao estabelecer a regra acima, foi de evitar que os entes federativos criassem tributos que incidissem sobre passagem de pessoas e bens.

0

Relato e dicas do 23º colocado para o concurso de Auditor da Receita Federal

Artigo publicado no Blog LDL Carreira Policial. Início dos estudosNo início, eu não conseguia estudar com muita constância, minhas horas líquidas variavam entre 3 e 7 por dia, me cansava facilmente e o sono aparecia constantemente. Com o tempo, fui adquirindo resistência e fui aumentando a carga horária aos poucos até chegar a um ponto de constância, que eu considerei ideal, no qual estudava 12 horas líquidas por dia tranquilamente.

0

Entrevista: Conheça o trabalho de um Auditor de Controle Externo do TCDF

Hugo Tomaz Neto, Auditor de Controle Externo do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF), foi um dos aprovados no concurso do órgão em 2011. Até a aprovação, ele estudava desde 2008 especificamente para o Tribunal de Contas da União (TCU), mas como não obteve êxito nas provas de 2008, 2009 e 2011 para o TCU, depois de ter feito vários concursos, Hugo conseguiu bons resultados e aprovação para o TCDF.

0

Conheça a trajetória de uma Auditora-Fiscal que fez carreira na Receita Federal

A Auditora-Fiscal aposentada pela Receita Federal do Brasil (RFB), professora Ana Maria Ribeiro dos Reis, trabalhou 29 anos no órgão, tempo em que também investiu em sua carreira acadêmica. Além de bacharel em Direito pelo Centro Universitário de Brasília (Uniceub) e mestre em Direito Constitucional pelo Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), ela é pós-graduada em Direito Tributário pela UFPE (Universidade Federal de Pernambuco) e em Engenharia Econômica pelo Centro Universitário (UDF).

0

Entrevista - como alcancei a terceira colocação no MPU

O analista de Sistemas da Informação, Thiago Meneses, passou em seu primeiro concurso aos 18 anos, antes mesmo de terminar o curso superior. Desde então, ele já foi aprovado para os cargos de analista em TI no Ministério do Planejamento, Técnico em Informática no MPU, Analista Judiciário - Tecnologia da Informação no TRT da 18ª Região - GO (para o qual ele espera ser chamado) e, finalmente, a terceira colocação no concurso para Analista do MPU na área de - Desenvolvimento de Sistemas.

0

2ª lugar na FUB conta como foi sua trajetória até a aprovação

A administradora Tatiana Ulhoa conquistou a segunda colocação no concurso da Fundação Universidade de Brasília (FUB), homologado no último dia 26 de dezembro. A nomeação dela e dos demais aprovados dentro do número de vagas será no próximo dia 27 de janeiro. Casada e mãe de Anna Luisa (14) e Anna Giulia (8), ela conta como foi sua trajetória até a aprovação e como foi sua luta diante de tantos desafios impostos a quem decide se tornar servidor. Durante os quatro anos em que Tatiana se dedicou a esse objetivo, foram muitas as dificuldades financeiras e emocionais enfrentadas. No entanto, seus esforços foram recompensados. “O sabor da vitória é maravilhoso! Ver seu nome no topo da lista é muito prazeroso”, comemora. Aos colegas de caminhada, Tatiana aconselha: Nunca desista de seus sonhos!”. Veja a seguir como foi sua caminhada até a aprovação.

0

A trajetória de uma aprovada para o TRT da 2ª Região – São Paulo

A Analista Fernanda Baracat foi aprovada para o cargo de Analista Judiciário – Área Judiciária no concurso para o TRT da 2ª Região (SP) de 2008. Ela tomou posse no dia 18 de setembro de 2009 e conta que esse foi o dia mais feliz de sua vida. Já ao final do mesmo mês, Fernanda iniciou suas atividades no Tribunal. O Blog do Mapa da Prova conversou com ela para saber, entre outras coisas, como se deu a preparação que a levou ao cargo. Confira:

0

TRF-3: As cinco dicas da 1ª colocada no último concurso

Há algumas semanas publicamos aqui no Blog a história de Denise Toscano que foi a 1ª colocada no concurso para Analista Judiciário do TRF- 3ª Região de 2007. Ela nos contou como é o cotidiano no Tribunal e deu algumas dicas de preparação que a ajudaram a conquistar a mais alta colocação entre os candidatos para o cargo.