Caixa publica edital: saiba o que é mais importante

A escolha do Cespe-UnB como banca organizadora do novo concurso da Caixa Econômica Federal não foi uma surpresa. O edital para Técnico Bancário também não surpreendeu. A seleção de 2012 foi organizada pela Cesgranrio.

Para ver a análise da prova de 2012, clique aqui. Para resolvê-la clique aqui.

grafico_vagas_+info2

AS DISCIPLINAS

O novo edital não foge da normalidade dos concursos para Técnico Bancário e Escriturário.
São seis as disciplinas de Conhecimentos Básicos:
  • Língua Portuguesa;
  • Matemática;
  • Raciocínio Lógico;
  • Atualidades;
  • Ética; e
  • Legislação Específica.

    As disciplinas de Conhecimentos Específicos são:
  • Atendimento;

  • Conhecimentos Bancários; e
  • Tecnologia da Informação (apenas para os Pólos de TI, no Rio, em Brasília e São Paulo).

O cargo oferecido no edital é o de Técnico Bancário, mas a Caixa reserva parte das vagas para os pólos de ‘Tecnologia da Informação’, nas cidades de Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo. Estes pólos possuem provas diferenciadas, sem a disciplina ‘Atendimento’ e com a disciplina ‘Tecnologia da Informação’ na parte de Conhecimentos Específicos. As demais disciplinas e pesos permanecem inalterados. Atente para o fato que não há ‘Informática’ para os pólos regulares.
As disciplinas básicas serão distribuídas em 50 questões de ‘Certo’ ou ‘Errado’. Serão 14 questões de Língua Portuguesa, com peso dois, e 36 distribuídas entre as cinco demais disciplinas. Arrisco dizer que haverá uma divisão quase irmã destas. Vale estudá-las uniformemente. É importante lembrar que no sistema de avaliação do Cespe-UnB um erro anula um acerto (para saber mais clique aqui).

A Legislação Específica inclui os ‘Princípios Constitucionais da Administração Pública’ (Artigo 37º) e a legislação do PIS (Lei Complementar nº 7/1970), do FGTS (Lei nº 8.036/1990), da Bolsa Família (Lei nº 10.836/2004) e do Abono Desemprego (Lei nº 7.998/1990). Não deixe de olhar a letra da lei e resolver questões sobre esses assuntos.
As disciplinas ‘Atendimento’ e ‘Conhecimentos Bancários’ terão juntas 70 questões, com peso dois. Geralmente ‘Marketing’ e ‘Atendimento’ correspondem a um percentual que gira de 10% a 15% da parte específica. Seguindo essa lógica, seriam de sete a 11 questões dessas disciplinas, sobrando cerca de 60 para ‘Conhecimentos Bancários’. Essa é a disciplina que pode definir a sua classificação no concurso!

PÓLOS DE TI

Aqueles que desejam entrar para o tronco de Tecnologia da Informação da Caixa, devem atentar para o fato de que além de ‘Conhecimentos Bancários’, a prova de ‘Conhecimentos Específicos’ traz questões de TI, que corresponderão a grande parte da avaliação. Os três principais temas sobre TI, nas últimas provas da Caixa foram: Redes, Gestão de TI e Engenharia de Software.

OS 3 PRINCIPAIS TEMAS

Você deve estudar para os temas a seguir como se sua aprovação dependesse disso. E depende!
O tema mais importante nas provas de banco, seja para a Caixa ou para o Banco do Brasil é a ‘Estrutura do Sistema Financeiro Nacional’, que engloba os diversos órgãos públicos da administração financeira do país (como Banco Central, CVM e SELIC), além dos diversos tipos de instituições privadas e de capital misto que integram o sistema bancário (como bancos comerciais, de desenvolvimento, de investimento etc.)
O próximo passo é estudar o tema ‘Mercado de Capitais’. Comece pelas diferenciação entre empresas de Capital Aberto e Fechado, passe para as Ações e Debêntures e termine com Mercado de Balcão.
O terceiro tema quente é o que se refere a ‘Produtos Bancários’. Nele estão descritos os principais produtos e serviços oferecidos pelos bancos e pela Caixa. Cartões, Loterias e Programa Minha Casa Minha Vida saltam à mente como especialíssimos.

ADIÇÕES

Uma das adições ao edital deste ano é a inclusão de ‘Noções de Economia’ dentro de ‘Conhecimentos Bancários’. O edital pede ‘Noções de Política Econômica’, ‘Noções de Política Monetária’, ‘Instrumentos de Política Monetária’, ‘Formação da Taxa de Juros’. Estes temas não são recorrentes e quando apareceram eram incidentais, abordados marginalmente. Agora o Cespe passou a cobrar considerações macroeconômicas aos candidatos. Não se assuste, pois a profundidade com que deverá ser exigido faz deste tema um acessório e sem grandes pretensões.

Outra novidade foi a inclusão de uma Prova Discursiva. A prova consistirá em um texto dissertativo de até 30 linhas sobre um dos tópicos de Conhecimentos Bancários.

AS VAGAS

As 26.224 vagas disponibilizadas no edital de 23/1 estão distribuídas em em todas as unidades da federação, com o maior número para São Paulo, Minas Gerais, Paraná e DF, veja no gráfico:

É importante salientar que essas vagas são para formação de Cadastro de Reserva e que a Caixa não está obrigada a contratar todos os 25 mil aprovados no concurso. A convocação dos candidatos se dará de acordo com a necessidade da empresa em cada pólo. Atente, também, para o fato de que a inscrição vincula o candidato a um pólo específico e mesmo que sua nota seja superior à de candidatos de outros pólos, não há possibilidade de trocar de região.
Apesar de não estar claro no edital, as vagas para três dos pólos é para Tecnologia da Informação e somam 425, fazendo com que 24.972 sejam para técnicos bancários “normais”. Os pólos de TI são: DF05, RJ07 e SP01.
Agora resta ficarmos na torcida para chamarem para todas as vagas rapidamente!

POR FIM

Planeje seus estudos para que consiga incluir todas as disciplinas em sua semana! Estude o edital e veja quais temas caíram mais. Isso não garante que voltarão a cair na mesma proporção, mas não se esperam surpresas no dia da prova (30/3). Dê ênfase a ‘Conhecimentos Bancários’ (e à TI se você se inscrever para estes pólos) e estude-os sempre. Conheça a estrutura do ‘Sistema Financeiro Nacional’ e os ‘Produtos Bancários’, mas não negligencie ‘Português,’ ‘Raciocínio Lógico ‘e Matemática, porque estas disciplinas serão componentes importantes da parte de Conhecimentos Básicos. Estude e resolva questões sempre!

Planeje. Estude. Revise. Passe!
Sucesso nos estudos!

->Leia também:

Delchi Bruce é Bacharel em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília (UnB) e Mestre em História das Relações Internacionais Contemporâneas pela University College of London. Foi funcionário da ONU, onde especializou-se em Análise de Conjuntura pela UCNY. É professor de Atualidades, comentarista e Gestor de Conteúdo do Mapa da Prova.

O que achou? Como planeja estudar?

Compartilhar