Analisando a banca: VUNESP

Especialistas em preparação para concursos são unânimes em afirmar que as melhores estratégias para conquistar a aprovação incluem o conhecimento dos critérios e metodologias da banca responsável pela organização do certame. Muitas das bancas organizadoras mais importantes são vinculadas a instituições de ensino que contam com quadros permanentes de professores responsáveis pela abordagem do conteúdo e elaboração das questões propostas nas provas. Conhecer o perfil de cada banca, constitui, portanto uma grande vantagem para o candidato. Por isso, o Mapa da Prova elaborou uma série com análises das principais bancas do país.

Esta é o terceiro artigo da serie. Veja os textos anteriores sobre o Cespe/UnB e a Funcação Carlos Chagas.

A VUNESP
A Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista – VUNESP – é uma fundação pública, com personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, criada em outubro de 1979 pelo Conselho Universitário da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP).

Além de serem responsáveis pelo pela organização do vestibular da UNESP, realiza vestibulares e concursos para outras instituições públicas ou privadas e promove atividades de pesquisa e extensão e serviços à comunidade, entre outras atividades. A VUNESP é uma das mais tradicionais bancas de concursos públicos municipais e estaduais de São Paulo, ganhando espaço fora do estado nos últimos anos.

A VUNESP é uma banca em evolução. Em regra, suas questões são consideradas fáceis. No entanto, tem evoluído consideravelmente nos últimos certames que organizou, o que indica que a VUNESP deve atingir equivalência em relação às outras em breve. As questões são de múltipla escolha com cinco opções, onde pede-se que o candidato assinale a correta ou a errada de acordo com enunciado.

As questões das provas da VUNESP costumam abranger grande parte do conteúdo do edital. Entre as grandes bancas a VUNESP se destaca por inserir em seus editais questões de geografia, história e atualidades, o que faz sentido considerando que a banca organiza o vestibular da Unesp. Além disso, as questões de informática são muito mais fáceis do que as das demais bancas. As questões de Direito frequentemente exigem do candidato conhecimento literal da legislação sem requerer demasiadamente doutrinas ou jurisprudência. As provas de Língua Portuguesa geralmente têm mais questões do que as demais disciplinas, requerendo maior familiaridade com regras e aplicações da gramática, além de questões de interpretações com excertos retirados de jornais e revistas de grande circulação (em São Paulo).

Fiz uma busca nas questões da VUNESP que temos e reparei que as questões que mais caem em Português são as de ‘Compreensão e Interpretação de Textos’, com 41,5% das questões; seguido - lá atrás - de ‘Concordância Verbal e Nominal’, com 11,5% e ‘Sinônimos e Antônimos’ com 8%.

Em Direito Administrativo, por sua vez, os temas que lideram o ranking são os suspeitos usuais: liderando, com 30% estão as ‘Licitações e Contratos’, de acordo com a Lei nº 8.666/93 e 10.520/02; em seguida, quase empatados, estão o ‘Regime Jurídico Único’ com 13% e ‘Atos Administrativos’ com 12%.

Devido aos vícios e tradições que a VUNESP trouxe de sua experiência com vestibulares, é fundamental conhecer a banca e suas interpretações sobre os temas mais suculentos. Resolva o máximo de questões da VUNESP que você conseguir. Se quiser, pode resolver algumas online aqui.

Conhecer a banca é o primeiro passo para ser aprovado no concurso público. Depois, conheça o edital, planeje-se e estude bastante!
Que venha a VUNESP
Bons estudos e sucesso!

Compartilhar